Devocional #07 - O Fruto do Espírito: Bondade

"Mas o fruto do Espírito é [...] bondade..." – Gálatas 5:22


Leia também:

Mateus 21:12,13; Colossenses 3:12,13


Medite:

A sexta virtude do Fruto do Espírito, a bondade, se desdobra em dois planos: em nossos relacionamentos sociais e em nossa convicção e compreensão da realidade.

Não estamos falando da bondade pregada pelo mundo, não se trata da postura de alguém “bonzinho”, que se comporta bem ou que não se opõe a ninguém. A bondade gerada pelo Espírito Santo provém do caráter de Cristo, é a imagem dEle impressa em nosso comportamento diário.

Se trata, em primeiro lugar, do zelo ao que é reto e justo, é uma repulsa à iniquidade e à injustiça. Tal bondade nos impede de alegrar com o mal ou de regozijar com a injustiça.

A bondade do Espírito nos alinha à soberana vontade de Deus de maneira que amamos o que Ele ama e odiamos o que Ele odeia. E, neste sentido, tal virtude nos leva a corrigir o mal quando necessário, mesmo que isso seja socialmente desagradável e é aqui ela se diferencia do que é normalmente compreendido como bondade pelo mundo.

A bondade “é uma probidade da alma que aborrece o mal, uma honestidade definida de motivações e conduta” (HARRISON, 2017, pag. 661). Tal virtude promove uma transformação plena e completa em nossa compreensão da realidade e nos faz enxergar o mundo a partir da mente de Cristo.

“Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência. Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou” — Colossenses 3:12,13

E, na mesma medida que ela transforma nossa mente, também nos faz externar o amor e a graça do Senhor. A bondade cristã não se manifesta apenas ao nos atos de caridade, mas também no zelo santo de não conduzir o próximo ao pecado, de não induzir o outro ao erro e à transgressão.

Ore conosco:

Pai, auxilia-me a manifestar a bondade de Teu Espírito, a amar o que o Senhor ama, odiar o que Tu odeias. Me capacite a manifestar a mente e o amor de Teu Filho Jesus não apenas em minhas obras de caridade e auxílio, mas também em meu zelo pelo que é santo. Que em tudo o teu santo nome seja glorificado e o teu Reino seja manifesto. Oro em nome de Teu Filho Jesus, amém.


HARRISON, Everett F. Comentário Bíblico: Moody: volume 2. Organizado por Mark A. Swedberg. Tradução de Yolanda M. Krievin. 2 ed. São Paulo: Batista Regular do Brasil, 2017.

Deixe um comentário

Assine o Novas de Cada Manhã

Não perca nenhum conteúdo. Inscreva-se para ter acesso à biblioteca de conteúdos exclusivos para membros.
[email protected]
Inscreva-se