Obediência cotidiana

“Em teus preceitos meditarei e olharei para os teus caminhos” – Salmo 119.15

Jamil Filho
Jamil Filho

Deus não espera de nós uma postura leviana e descompromissada, Cristo nos chama não para molhar apenas os tornozelos no oceano da graça, Ele nos ordena que avancemos até que nossos pés não toquem mais o fundo.

Tudo o que fazemos devemos fazer com a consciência de que o realizamos em Deus, tudo o que você deseja, pensa, fala, experimenta, deve ser permeado pela convicção de que o Nome de Deus deve ser exaltado.

Não há separação entre vida secular e vida espiritual, nossa vida secular é conduzida por nossa espiritualidade e nossa espiritualidade se manifesta na vida secular.

Quando compreendemos isso percebemos que, não apenas um dia da semana, mas em toda a nossa vida devemos pensar e desejar a Palavra, devemos refletir sobre ela, mantê-la em nossa mente e em nossos corações. Não se trata de uma fé estática, mas de um contínuo processo de aprofundamento das Escrituras, não se trata apenas de leitura, mas de reflexão e prática.

O salmista estabelece um elo inviolável entre meditação na palavra e vida prática “... meditarei [...] olharei para”. Ele não apenas se alimenta, mas constantemente recorre seu olhar para as Escrituras enquanto caminha no mundo.

Entregue-se e mergulhe nesse oceano de graça.

Que Deus lhe abençoe.

Logo Amazon

+

Novas de Cada Manhã

Faça suas compras com nosso link