Por teu amor, preserva a minha vida

"Por teu amor, preserva minha vida; então continuarei a obedecer a teus preceitos" (Salmo 119.88)

Jamil Filho
Jamil Filho

Após apresentar, em clamor ao Senhor, as suas adversidades e as perseguições que tem sofrido de homens iníquos, o salmista então roga ao Pai seu auxílio. O décimo primeiro bloco de versos do salmo 119, após uma série de declarações de um coração angustiado, encerra com uma oração de esperança e confiança no agir e na intervenção divinas.

Entretanto, o salmista não clama por proteção e auxílio a fim de viver sua própria vontade ou seguir seus próprios caminhos, mas sim para prosseguir em obediência às Escrituras. Seu coração anseia por permanecer em obediência a Deus e, por este motivo, clama pelo livramento divino.

Ele sabe que, mesmo em meio às adversidades e noites escuras, há um Deus amoroso que cuida de sua vida e em Tudo age para seu bem. Diante dessa realidade ele não apenas apela ao amor do Senhor, mas também descansa na certeza de que Ele agirá em seu favor a fim de que, em tudo, sua vida glorifique Seu nome.

Tal como o salmista, eu e você somos chamados para não apenas obedecer fielmente os preceitos do Senhor, mas confiar e descansar em Seu eterno e gracioso amor.

Deus lhe abençoe.

Logo Amazon

+

Novas de Cada Manhã

Faça suas compras com nosso link