"Desvia de mim o caminho da falsidade e concede-me piedosamente a tua lei" – Salmo 119.29

O crente sabe que, enquanto peregrina rumo à sua Pátria, seus pés estão suscetíveis à queda, seus passos correm o risco de se desviarem do caminho e, por este motivo, seu coração e alma clamam por auxílio do Senhor.

A velha natureza adâmica ainda tenta, diariamente, o cristão. Sua carne ainda luta contra aquilo que é eterno.

Enquanto caminha pelos desertos da vida cabe ao peregrino rogar ao Pai o discernimento sobre qual direção tomar, qual trilha seguir e por qual caminho andar. Sem o auxílio do Eterno os seus olhos poderão, facilmente, ser enganados por falsos caminhos e falsas promessas de redenção.

Somente através da Palavra do Senhor e de seu auxílio eterno o crente pode descansar e confiar na certeza de que Ele jamais permitirá que seus pés se desviem do caminho. Ela é a sua bússola, o seu guia que o orienta enquanto prossegue para a eternidade.

O único antídoto para a queda humana é a Palavra de Deus, não há outra maneira de ser regenerado se não houver a aplicação dos ensinamentos eternos ao coração doentio. Sem a Palavra não há transformação de vida, de caráter e de personalidade.

É um processo lento, mas constante. Através do agir diário, o Santo Espírito concede ao crente a transformação que seu coração tanto deseja a carece.

Deus lhe abençoe.