Devocional #131 - Alegro-me em Tua Palavra

"Alegro-me em tua palavra, como quem descobre um grande tesouro" — Salmos 119:162

"Alegro-me em tua palavra, como quem descobre um grande tesouro" — Salmos 119:162

Qual seria o homem e a mulher que encontrando um grande tesouro não ficaria contente e não se encheria de pensamentos e projeções de como utilizaria aquele vasto recurso recém-descoberto?

Em nossa literatura há dezenas, senão centenas, de obras acerca de desbravadores que movidos pela ambição arriscam suas vidas em busca de grandes fortunas escondidas em algum canto remoto de nosso planeta.

O salmista ao reconhecer que está diante de uma fonte inesgotável de riqueza se enche de alegria, seu coração transborda e sua alma se ilumina com os tesouros contidos nas Escrituras Sagradas.

Ele está disposto, tal como o homem da parábola do Mestre, a vender tudo pela Palavra, negar todos os prazeres, todo o conforto e todas as ambições terrenas.

Não podemos, no entanto, inferir sobre a declaração do salmista o argumento de que os bens materiais ou as riquezas são malignas em si.

Sabemos dos benefícios que as riquezas podem proporcionar, em especial ao avanço da mensagem do Reino de Deus e do Evangelho de Jesus Cristo, entretanto, quando colocada em perspectiva com a eternidade não passa de pó.

O valor da palavra, ao contrário, permanece eternamente, ela não se desvaloriza com a inflação, não se altera pela oscilação do mercado financeiro e não perde sua importância diante das instabilidades políticas.

Seus preceitos permanecem, seu valor é incomparável, de seus ensinos jorram as águas da vida eterna e nela encontramos o caminho que nos conduz ao centro da eterna vontade de Deus.

Alegre-se na palavra, pois ela é mais valiosa do que o mais valioso de todos os tesouros terrenos.

Que Deus lhe abençoe.

Deixe um comentário

Assine o Novas de Cada Manhã

Não perca nenhum conteúdo. Inscreva-se para ter acesso à biblioteca de conteúdos exclusivos para membros.
[email protected]
Inscreva-se