Devocional #29 - Não me deixe ser envergonhado

"Apego-me a teus preceitos; Senhor, não permitas que eu seja envergonhado!" Salmo 119.31

"Apego-me a teus preceitos; Senhor, não permitas que eu seja envergonhado!" Salmo 119.31

O salmista declara que não apenas escolheu o caminho da verdade (v. 30), mas se apegou aos preceitos do Senhor. Ele sabe que somente na Palavra há a vida que tanto deseja e o refrigério para sua alma sedenta (v. 25).

Cercado por perseguições e inimigos, o salmista não encontra outro lugar para se reconfortar e refugiar a não ser nos mandamentos de Deus.

Tal como o salmista, o peregrino que caminha até a glória, também se vê cercado por inimigos, temores, angústias e desertos. Por isso seus olhos devem estar fixos na glória que lhe aguarda e naquilo que é eterno.

É nos desertos da vida que o amor à Palavra e a obediência aos preceitos do Senhor devem ser alimentados. Sem uma rocha sólida em que se apoiar, o peregrino pode, diante da angústia que sua jornada lhe provoca, cambalear e crer que os prazeres momentâneos desta vida lhe trarão algum alívio para a alma cansada.

Sabendo disto o salmista roga "não permitas que eu seja envergonhado". Sua confiança na palavra lhe fornece a convicção de que Deus não irá deixá-lo só.

Deus lhe abençoe.

Deixe um comentário

Assine o Novas de Cada Manhã

Não perca nenhum conteúdo. Inscreva-se para ter acesso à biblioteca de conteúdos exclusivos para membros.
[email protected]
Inscreva-se