“De todo o meu coração te busquei; não me deixes desviar dos teus mandamentos” – Salmos 119:10

Reforçando o desejo de seu coração, expresso no oitavo versículo, de que obedeceria aos mandamentos do Senhor, o salmista declara que seu coração ainda permanece inclinado à obediência da Palavra.

E, ao contrário de estar se firmando em seus próprios méritos, o que ele declara é que, somente na Palavra de Deus e na obediência, seu coração encontra a verdadeira paz e satisfação. Não há outra coisa que o preencha ou que seja tão desejável quanto os mandamentos do Senhor.

Confiante ele clama, então, o auxílio do Senhor para que não permita que seus pés desviem dos caminhos eternos.

Sabendo que somente as Escrituras iluminarão seus passos e que somente em Deus seu coração pode descansar em paz, o salmista roga para que o Eterno lhe fortaleça e lhe auxilie na caminhada.

Como ovelhas do rebanho de Cristo estamos sujeitos a todo tipo de adversidade, de provação e até mesmo de nos desgarrar dEle, no entanto, o Bom Pastor, ciente de nossas fraquezas e necessidades, nos deu a sua promessa: ninguém nos arrebatará de Suas mãos.

Que Deus lhe abençoe.