"Os perversos tentam me arrastar, mas não me esquecerei de tua lei" – Salmo 119.61

Mesmo diante das perseguições e opressões do mundo e frente a homens perversos que procuram afligir sua alma, o salmista permanece firme em sua confiança e obediência à palavra.

Ele reconhece que Deus é sua herança (v. 57) e, por isso, nEle está tudo o que necessita. Uma vez que é da eternidade que provém seu sustento, a fé do salmista não se abala diante dos perversos, pois ele sabe que toda perseguição terminará, mas que o Senhor que lhe sustenta permanecerá para sempre.

Tal como o salmista, Paulo escreve alguns séculos mais tarde que "... estas aflições pequenas e momentâneas que agora enfrentamos produzem para nós uma glória que pesa mais que todas as angústias e durará para sempre" (2 Coríntios 4.17)

Toda perseguição terminará, toda dor passará e toda oposição será destruída, mas aqueles que não se esquecem da lei do Senhor permanecerão nEle eternamente.

Deus lhe abençoe.