“A minha alma está quebrantada de desejar os teus juízos em todo o tempo” – Salmos 119.20

Por não pertencer a este mundo e por caminhar em terras áridas rumo à sua verdadeira Pátria, o crente sabe que não há nada neste mundo que vale a pena depositar a plena atenção de seu coração.

Não há nada de mais digno e puro, não há nada de mais agradável e santo do que a Palavra de Deus.

Enquanto caminha neste mundo sua mente desfruta de pequenas porções daquilo que o aguarda e somente nas Escrituras Santas o peregrino encontra a consumação de todo o seu prazer e alegria.

O mundo que o cerca não é capaz de satisfazer o que ele deseja, pois ele mesmo não é deste mundo, seu coração foi formado nos céus e agora é uma nova criatura que se sacia apenas com o que de lá provém.

Por isso o salmista expressa o seu desejo ardente em manter os juízos do Senhor em sua mente e coração, somente as Escrituras o saciam e somente nela ele encontra os caminhos para a vida.

Não há nada neste mundo que seja superior às Escrituras e que mereça as atenções mais do que os juízos divinos, não há nada neste mundo que seja o parâmetro de vida e o modelo de fé a não ser o próprio Senhor.

Enquanto o peregrino mantém os olhos nas Escrituras ele está seguro, mas quando tirar delas a sua atenção e o seu coração será o início de sua jornada para longe do caminho.

Que Deus lhe abençoe.