“Recuso-me a andar em todo caminho mau, a fim de obedecer à tua palavra” – Salmos 119.101

Reconhecendo os benefícios espirituais contidos nas Escrituras Sagradas e a bem-aventurança que aguarda o fiel ao final do caminho, o salmista toma uma postura, consciente de sua responsabilidade ele rejeita o caminho mau a fim de obedecer à palavra.

Seu coração foi iluminado pelo Espírito Santo, sua mente agora é capaz de discernir perfeitamente a vontade divina e de desejar obedecê-la.

A declaração do salmista nos revela a possibilidade de vitória sobre o pecado e a capacidade, que nos é concedida por Deus, para rejeitar as inclinações de nossa carne a fim de obedecer a Sua santa vontade.

Ele não se preocupa com o que os outros dirão, não se importa em ser taxado de quadrado, retrógrado ou antiquado. Sua mente e seu coração não têm outra preocupação a não ser viver para a eternidade, cultivar aquilo que é eternamente útil e que glorifica ao Nome do Senhor.

Não será um caminho fácil, no entanto, “Aqueles que aceitam meus mandamentos e lhes obedecem são os que me amam. E, porque me amam, serão amados por meu Pai. E eu também os amarei e me revelarei a cada um deles.” (João 14:21)

Hoje, você e eu, somos chamados por Cristo para rejeitar nossa própria vontade, nossa própria justiça e, assim como o salmista, trilhar o caminho de obediência à Palavra, rejeitando todo o caminho mau.

Que Deus abençoe grandemente seu dia.