“Sofri muito, ó Senhor; restaura minha vida, como prometeste” – Salmos 119:107

Por caminhar em fidelidade e obediência ao Senhor em uma geração que odeia a Palavra e tudo o que ela determina, a alma do salmista é dilacerada, seu coração se angustia com a maldade e com o pecado.

Entretanto, mesmo sofrendo nesta vida por fidelidade à Palavra, o salmista não encontra a solução para sua dor a não ser no próprio Deus. Deixar de obedecer aos mandamentos a fim de ter um alívio nessa vida e restauração para sua alma, não é uma opção.

Pelo contrário, ele se mantém fiel ao Senhor e roga pela restauração que provém dEle.

A solução para as angústias que seu coração sofre por amar a Palavra não está no caminho da desistência, no abandono da fé, mas no próprio Senhor da palavra.

Somente Ele é capaz de curar toda ferida, de aliviar toda angústia e de fortalecer o coração do peregrino para que este conclua sua jornada neste mundo.

Não há verdadeira restauração para a alma abatida a não ser no Senhor, que Deus abençoe seu dia.

Wallpaper - Salmos 119:107
“Sofri muito, ó Senhor; restaura minha vida, como prometeste” – Salmos 119:107