Devocional #06 - Bem-aventurados os que têm fome de justiça

“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos” – Mateus 5:6

Aqui a justiça declarada por Cristo, ao contrário do que nossa mente é inclinada a pensar, não se trata de justiça humana, de ansiar pela justiça social ou de um judiciário fiel às suas atribuições. Nossa tendência, principalmente por vivermos em um país maltratado pela corrupção e pela injustiça, é projetar na fala de Cristo uma expectativa terrena.

No entanto, o Mestre tem a nos dizer mais do que simples palavras e orientações terrenas. Tal como as demais bem-aventuranças, a fome e sede de justiça não é contida por esta realidade, mas perfura nossa existência em busca da eternidade.

Como nos escreve Dietrich Bonhoeffer: “Os discípulos vivem não apenas a renúncia de seus direitos individuais, mas também a renúncia de sua justiça própria [...] Para eles, a única justiça a que têm direito é ter fome e sede de justiça [...] Anseiam pelo perdão de todos os pecados e por renovação completa, pela renovação da terra e pela justiça completa de Deus”.

À medida que removem de seu coração toda prepotência, que se humilham diante de Deus com lamento e choro por suas próprias transgressões, os discípulos de Cristo reconhecem a carência de sua alma, a necessidade da justiça de Deus.

Este estado de inquietação, de sede e fome, mantém os olhos dos discípulos sempre fixos à realidade eterna, à promessa feita por Deus da restauração de todas as coisas, não há nada neste mundo caído que os sacie. Somente o Pão da Vida pode preenchê-los completamente.

O contraste entre o verdadeiro discípulo de Cristo e o fariseu é claro e evidente. Enquanto o fariseu ergue a cabeça e declara: “Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens: ladrões, corruptos, adúlteros”, o discípulo de Cristo, com a alma sedenta e faminta por justiça clama: “Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador”.

Que Deus lhe abençoe.


Bibliografia citada

BONHOEFFER, Dietrich. Discipulado. Tradução Murilo Jardelino, Clélia Barqueta. São Paulo: Mundo Cristão, 2016. Disponível em: https://link.novasdecadamanha.com.br/dietrich-bonhoeffer-discipulado

Deixe um comentário

Assine o Novas de Cada Manhã

Não perca nenhum conteúdo. Inscreva-se para ter acesso à biblioteca de conteúdos exclusivos para membros.
[email protected]
Inscreva-se