Devocional #12 - Não vim abolir, mas cumprir

"Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir" — Mateus 5:17

Não é raro nos deparar com a ideia de que o ensino e obra de Jesus foram, em certa medida, um rompimento com o Antigo Testamento, que a Lei de Deus fora abolida e agora, livres na graça, o discípulo vive totalmente isento de qualquer responsabilidade de obrigação.

É importante destacarmos que o ministério, obra e vida de Jesus não se opunha à Lei ou aos costumes e práticas religiosas de seu tempo. O próprio Mestre era um homem extremamente religioso, participava das festas estabelecidas por Deus, cumpria os rituais e cerimônias e era um exímio conhecedor da Palavra.

O embate de Cristo nunca foi com a religião, mas com a falsa religião. Ao tratar sobre as marcas do homem e da mulher que herdarão o Reino, o Mestre deixa evidente aos fariseus que o ouviam a realidade de que a salvação não é fruto do mérito humano, os bem-aventurados são exatamente aqueles que se despiram de toda e qualquer prepotência e orgulho.

Entretanto, na mesma medida, Cristo estabelece outro limite: a graça não libera o homem para viver da forma como desejar, mas capacita-o para obedecer a vontade de Deus.

Jesus deixa claro que seu ministério não tinha o propósito de abolir a Lei de Deus, mas de cumpri-la. Ferguson (2019) declara que :

“Jesus não enfraqueceu a lei. Pelo contrário, Ele a libertou da jaula em que os fariseus haviam-na aprisionado, dando-lhe permissão para atacar nossos pensamentos e motivações mais secretos, para dilacerar a ingênua presunção de que somos capazes de guardá-la com nossas próprias forças”.

Enquanto a mentalidade da falsa religião coloca no cumprimento da lei os méritos da salvação, a verdadeira religião nos leva a compreender que não há possibilidade de cumprir os preceitos de Deus sem antes sermos capacitados pelo Espírito Santo.

Cristo não abole a Lei estabelecendo outro ensino em seu lugar, mas coloca sobre si o fardo não apenas de observar cada vírgula e til, como também de receber em Seu corpo os flagelos de nossa desobediência da Lei.

No Sinai enxergamos a severidade dos mandamentos, mas no Calvário contemplamos a gravidade da transgressão. Somente pelos méritos de Cristo somos capazes de cumprir a Lei de Deus, a vontade do Senhor manifesta em Seus preceitos.

Devemos evitar cair em dois sérios erros, não podemos seguir o caminho dos fariseus, vivendo de forma legalista acreditando que por mérito alcançaremos a salvação e o favor de Deus e, na mesma medida, não devemos seguir para o outro extremo, para o antinomismo, a ideia de que agora, na graça, estamos isentos de obedecer aos preceitos estabelecidos por Deus, que Ele me aceita como sou e não exige de mim nenhuma renúncia ou mudança.

O caminho seguro é aquele que olha para Cristo, o homem perfeito que cumpriu a Lei, e que nos imputa pela fé a justiça e os méritos de Sua obra capacitando-nos, com Seu Espírito Santo, na obediência da Lei do Senhor.

Deus lhe abençoe.


Material de Apoio:

Faça download deste devocional em PDF e utilize-o em seu estudo bíblico, pequeno grupo ou Escola Bíblica.

Devocional em PDF

Crie ou acesse uma conta existente e faça dowload deste devocional em PDF


Deixe um comentário

Assine o Novas de Cada Manhã

Não perca nenhum conteúdo. Inscreva-se para ter acesso à biblioteca de conteúdos exclusivos para membros.
[email protected]
Inscreva-se