Devocional #42 - O orgulho vem antes da destruição

“O orgulho vem antes da destruição; o espírito altivo, antes da queda” – Provérbios 16.18

Sendo a vida um conto ligeiro e o controle absoluto impossível aos homens, não há por que nos orgulhar. Podemos traçar planos, definir metas e projetos, mas ainda assim estaremos à mercê da realidade instável.

O homem orgulhoso é uma afronta a Deus, a soberba é abominável aos Seus olhos. No verso cinco, o proverbista declara que “O Senhor detesta os orgulhosos de coração”, pois eles ignoram a realidade de que necessitam da graça e misericórdia divinas.

Não se trata do conceito de orgulho que, vez ou outra nos referimos, de ter “orgulho de conquistar algo” ou de se “orgulhar de alguma habilidade adquirida”, o orgulho aqui tratado diz respeito a prepotência do homem em crer que é senhor de sua vida.

Os três primeiros versos do capítulo dezesseis deixa bem claro que podemos até traçar planos, mas a última palavra é de Deus. Ignorar essa realidade é afrontar a soberania divina, é tomar para si o que pertence somente a Deus.

Escrevendo exatamente sobre isso Tiago nos declara que tal vanglória é maligna (Tiago 4:16) e que “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes” (Tiago 4:6).

Somente com o auxílio do Santo Espírito somos capazes de desenvolver um espírito humilde, um coração que reconhece as próprias limitações e incapacidades, compreende a sua dependência de Deus e se submete à mão soberana do Senhor.

Enquanto o orgulhoso em sua prepotência constrói um reino de palha para sua própria glória colocando tudo a perder, aquele que se humilha diante de Deus e se entrega totalmente à vontade soberana do Senhor, mesmo perdendo tudo nesta realidade, ainda assim permanece seguro, pois está firmado na Rocha eterna.

Deus lhe abençoe.

Deixe um comentário

Assine o Novas de Cada Manhã

Não perca nenhum conteúdo. Inscreva-se para ter acesso à biblioteca de conteúdos exclusivos para membros.
[email protected]
Inscreva-se