“Se o seu irmão pecar contra você, vá e, a sós com ele, mostre-lhe o erro. Se ele o ouvir, você ganhou seu irmão” — Mateus 18:15
Ouvir Devocional no Spotify

Depois de instruir os discípulos acerca dos princípios do Reino e dos preceitos éticos, morais e espirituais que devem reger a vida do cristão, Jesus então orienta como o crente deve se portar diante de um pecado cometido por um irmão, Seu ensino está repleto de sérias advertências, no entanto, as ofensas são inevitáveis.

Enquanto ao incrédulo o discípulo responde com a outra face, com a abstenção de sua voz para que a voz de Cristo seja audível, ao irmão ele é chamado para confrontá-lo em seu pecado, entretanto, o objetivo último não é simplesmente o apontamento do erro e a acusação.

O propósito não é simplesmente constranger o irmão, fazendo-o crer que seu pecado o tornou inferior ou indigno, pelo contrário, a finalidade do confronto é revelar o amor gracioso de Deus disponível a todo aquele que se arrepende. Para isso Cristo estabelece os limites, “vá a sós com ele”, o primeiro passo não é a exposição, a solução não está no burburinho da internet, na tentadora oferta de destruir a reputação de alguém nas redes diante de quem sequer tem condições ou interesse em restaurá-lo à comunhão com Deus

Não, a orientação de Cristo é para que tal confronto seja de irmão para irmão, olho no olho. Jesus não tem em mente nossa ideia distorcida de “solucionar problemas” lançando-os diante de quem não tem condições de resolvê-los. O primeiro passo é a sós, o próximo consiste em chamar uma segunda testemunha e por fim toda a comunidade de fé. Em todos eles o objetivo é o mesmo, trazer o irmão novamente para o centro, aproximá-lo novamente da vida pulsante do corpo.

Violar este processo irá, inevitavelmente, prejudicar a restauração e a cura tanto do que ofendeu, quanto do que foi ofendido.

Os de fora não são de interesse para Cristo, a solução está na igreja, na comunhão dos fiéis, no amor manifesto no corpo e no perdão do Pai que transborda através de cada discípulo fiel do Mestre.

Que Deus lhe abençoe.